Apoie

Adote um filhote

A manutenção do Projeto “Aves Urbana-Araras na Cidade” tem sido um desafio, considerando que a execução do projeto depende do apoio de pessoas e empresas. Para o fomento e continuidade do Projeto, o Instituto Arara Azul criou a Campanha “Adote um Filhote”. A campanha é para a adoção simbólica de um filhote de pais de aves que ocupam as cavidades, nas Palmeiras mortas localizadas em Campo Grande-MS.

Ser um PADRINHO simbólico, significa que poderá acompanhar o seu afilhado através das informações do projeto de pesquisa, que receberá periodicamente. Contribuirá com as ações de pesquisa, batizará o filhote com o nome que escolher e ficará feliz em saber que o seu afilhado permanecerá livre na natureza.

Em Campo Grande, a arara-canindé tem sido um símbolo utilizado nas escolas, servindo de propulsor para vários trabalhos educativos e de conservação da biodiversidade.

Na área científica, vários trabalhos de pesquisa têm surgido, de forma concomitante, com a realização do Projeto “Aves Urbanas-Araras na Cidade”. Fator importante de estudos, para o aprimoramento do conhecimento, que possuem interface com a pesquisa da espécie, tem sido pauta nas Universidades e em outras instituições de pesquisa. As interações da espécie com vários elementos da natureza têm proporcionado desvendar indicadores de relevância para a comunidade científica e para a melhoria das estratégias de conservação ambiental.

Nas políticas públicas, o projeto também vem inspirando e dando suporte para a elaboração de diretrizes legais de proteção da biodiversidade. Em 2015, através da Lei Municipal n. 5.561, de 15 de junho, Art.1º, a arara-canindé foi instituída como Ave Símbolo do Município de Campo Grande; vindo ao encontro do esforço e dedicação do Projeto “Aves Urbanas-Araras na Cidade” pela conservação da espécie. Em 2018, a Lei Municipal n. 6.075 foi sancionada para proibir o corte, derrubada, remoção ou sacrifício de árvores, adultas ou não, onde situam-se ninhos de arara-canindé (Ara ararauna) e arara-vermelha (Ara chloropterus). E, recentemente, a Lei Municipal n. 6567, de 19 de março de 2021, reconheceu o Município de Campo Grande como a Capital das Araras e instituiu o dia 22 de setembro como o dia “Municipal de Proteção das Araras”.  O Objetivo de eleger este dia é o levar a informação à coletividade sobre a necessidade de assegurar a conservação da fauna local, tendo as Araras como espécie bandeira.

Por que Adotar?

Periodicamente, o padrinho/madrinha receberá relatos sobre as atividades e descobertas realizadas, pela equipe de campo do Projeto, onde o “padrinho” acompanhará as novidades sobre seu “afilhado” e outras informações relativas ao projeto. Antes disso, ele receberá os seguintes itens:

  • Um cursinho para ser padrinho/madrinha.
  • Uma caneca personalizada.
  • Um certificado de adoção, do Instituto Arara Azul, com o número do ninho e o nome do afilhado que escolher.
  • Uma foto exclusiva, feita pela equipe do Projeto Aves Urbanas – Araras na Cidade, em alta definição, que poderá ser usada como descanso de tela, postar em mídias sociais, imprimir um pôster ou até mesmo utilizar em alguma campanha e ou peça publicitária, desde que acompanhada pelo selo da campanha.

O padrinho poderá divulgar que é PADRINHO DE UM FILHOTE e responsável pela execução de parte das atividades de monitoramento do ninho do Projeto Aves Urbanas – Araras na Cidade, durante o período de vigência do seu Certificado de Adoção, que é de um ano. Essa divulgação poderá ser realizada através do selo da campanha, que será disponibilizado digital e fisicamente como adesivo.

Ao final do período de vigência desta adoção, o padrinho receberá um Relatório Final contendo todas as informações sobre os monitoramentos realizados, sucessos alcançados e demais informações que se fizerem necessárias. O padrinho que tiver interesse poderá visitar o filhote adotado durante os monitoramentos do Projeto Aves Urbanas – Araras na Cidade, em Campo Grande e conhecer de perto o trabalho de campo da equipe do Projeto.

Lembrando que para isso, será necessário agendamento prévio junto à equipe deste projeto e ter transporte próprio.

Qual será a doação para ser um padrinho/madrinha?

O valor de contribuição para essa Edição da Campanha 2020 é de R$ 2.000,00 (dois mil reais) para um filhote por um ano (tempo de vigência da adoção). Este valor poderá ser parcelado em 10 vezes, sendo R$200,00 ao mês, acordados em contrato.

Ressaltamos que a equipe do Projeto Aves Urbanas – Araras na Cidade realiza seu trabalho com seriedade e responsabilidade, com grande respaldo pelo conhecimento e resultados atingidos.

Porém, sentimos a necessidade lembrar aos parceiros desta Campanha que, ao lidar com a natureza, imprevistos podem acontecer, como por exemplo, queda de árvores-ninho, inundações de ninhos, postura de ovos inférteis, predação de ovos e filhotes, mortalidade por motivos de má formação, infertilidade, entre outros. Todos esses casos já foram observados, ao longo dos anos, por nossos pesquisadores e, caso aconteçam, serão reportados aos padrinhos/madrinhas.

Gostaríamos de parabenizá-lo por se interessar em fazer parte deste trabalho e nos colocamos à sua inteira disposição para esclarecer quaisquer dúvidas.
Baixe a apresentação completa da campanha

Campanha Adote um Filhote

Padrinhos 3ª edição - 2022

Pessoa Física:

Andrea Lemgruber Viol
Christiano Luiz Vanzin
Barbara das Graças Soares Lima
Jan Willem e Marika Salomons
Ana Carolina de C. Paes Leme Soares

Pessoas Jurídicas:

Jóias PetMom
PipelineBrazil Engenharia Ltda
Plataforma Donativa (www.donativa.org.br)
Plan Loteamentos
Ramal Propagandas

A campanha ainda está aberta para apadrinhamentos.

Padrinhos 2ª edição - 2021

Pessoa Física:

Victor Santos

Pessoas Jurídicas:

Hedge UB
Joias PetMom
SICOOB
Ramal Propagandas

Padrinhos 1ª edição - 2020

Pessoa Física:

Bruno Lellis

Pessoas Jurídicas:

LPX Agroindustrial
Hedge UB
Hedge
Ramal Propagandas