Skip to main content

A educação ambiental nos projetos é de extrema importância para a difusão das pesquisas de forma decodificada para uma linguagem acessível e assim, sensibilizar as pessoas da necessidade de sua atenção, para a conservação da biodiversidade em seu habitat natural.

Nesse texto, iremos mostrar como ocorrem as ações de educação ambiental em nossos dois grandes projetos: o Projeto Arara Azul e o Projeto Aves Urbanas. Vem com a gente, pela conservação destas aves maravilhosas e de seu meio.

 

Educação Ambiental

Antes de mais nada, é importante pontuar o que a educação ambiental nos fornece e o que ela é. A educação ambiental se apresenta em diferentes vertentes, mas no geral, trabalha-se com um conjunto de ações que contribuem para o desenvolvimento ambiental e social das populações, tornando-as cada vez mais conscientes e preocupadas com a natureza e tudo o que a envolve. 

 

Trabalho educacional com as comunidades (indígenas, quilombolas e locais), onde atuamos através do artesanato e fomento ao empreendedorismo local. / Foto: Instituto Arara Azul

 

Também, ao ensinar e trazer as pautas ambientais, há a compreensão de que ações individuais e, principalmente, coletivas auxiliam na mudança, pois uma população engajada atua e incentiva  na criação de medidas para a conservação. 

Para isso, essa prática deve ser participativa, dinâmica e permanente, de forma que as pessoas sejam agentes da transformação social e ambiental.

 

Projeto Arara Azul

Os principais objetivos do Projeto Arara Azul, são: manter as populações de arara azul (Anodorhynchus hyacinthinus) em vida livre e ainda promover a conservação da biodiversidade e do Pantanal.

Realizamos diversas ações educativas, inclusive aliadas ao crescimento socioeconômico da comunidade, como é o caso das oficinas de empreendedorismo e artesanatos. Ao longo dos anos, notamos que de fato a interferência humana é a principal responsável por levar muitas espécies ao risco de extinção, dentre elas a Arara Azul. 

Porém também temos a certeza de que a interferência humana pode ser positiva, onde passa a ser responsável por evitar os danos que as colocam em risco. Com isso, começamos a utilizar a espécie ameaçada como símbolo de atividades educacionais

 

Atividades com escolas para o público infantil / Foto: Instituto Arara Azul

 

E nada mais justo do que trabalhar com diferentes públicos, tanto nas cidades e, especialmente, nas comunidades no entorno do Pantanal, que podem, e muito, ajudar a mudar a realidade e os riscos que nós, seres humanos, causamos à biodiversidade. 

Assim, desenvolvemos diversas atividades de educação ambiental, com diferentes formatos, tanto para crianças quanto para adultos. Elas acontecem nas escolas, nas comunidades locais, sejam elas rurais ou urbanas, e na sede do Instituto Arara Azul, em Campo Grande.

 

Atividades e conversas educacionais com ensino fundamental sobre a arara-azul / Foto: Instituto Arara Azul

 

As atividades para crianças ocorrem por meio de oficinas com músicas, onde o Instituto trabalha a interpretação da letra e elabora coreografias;  desenhos, pinturas de animais e da natureza, e diferentes dinâmicas para despertarem os sentidos; além de oficinas recreativas através de brincadeiras. Outra atividade interessante é a realização de debates, onde as crianças são incentivadas a refletir e discutir sobre várias problemáticas ambientais, sugerindo possíveis soluções.   

Palestras também ocorrem para o público infanto-juvenil e adulto. As palestras ocorrem em diversos locais, como escolas, universidades, projetos educacionais, propriedades rurais e no próprio Instituto Arara Azul, divulgando ao público, de maneira mais acessível, as informações geradas pelas pesquisas científicas realizadas pelos projetos. 

 

Palestras realizadas em escolas para o público juvenil / Foto: Instituto Arara Azul

 

Assim, iniciamos as ações com o intuito de democratizar a ciência e aproximar as causas ambientais da comunidade, mostrando a importância da conservação da natureza, da biodiversidade e, claro, das araras que passaram a ser um símbolo importante, transformando seu entendimento sobre esses assuntos.

Com outra oportunidade de atuar na educação ambiental, a nossa atividade com turistas chama atenção. Aqui, realizamos os passeios de observação em que eles podem acompanhar as equipes de pesquisa, pois sabemos que só ao observar as maravilhosas araras azuis e outras espécies, em vida livre, já auxilia muito no processo de sensibilização.

 

Turismo de Observação com adultos no Refúgio Ecológico Caiman / Foto: Instituto Arara Azul

 

Com os turistas, também abordamos muitos assuntos e informações através de palestras sobre a pesquisa e ações de conservação desenvolvidas no projeto, assim como os impactos sofridos. Apresentamos de que forma o Instituto vem contribuindo através do seu trabalho para a conservação da espécie e como se deu o aumento dos grupos de araras-azuis-grandes na natureza, especialmente no Pantanal.

 

Como participar das ações do Projeto Arara Azul?

Para agendar atividades e palestras conosco em escolas e comunidades, entre em contato através do email contato@institutoararaazul.org.br ou pelo telefone (67) 3222-1205. 

Já para o agendamento do turismo de observação de araras-azuis é necessário entrar em contato diretamente com o Refúgio Ecológico Caiman pelo telefone (11) 3706180 ou até mesmo, via email marketing@caiman.com.br.

 

Projeto Aves Urbanas 

Além do Projeto Arara Azul, temos também o Projeto Aves Urbanas, que tem como objetivo monitorar o sucesso reprodutivo de outra espécie de arara, a canindé (Ara ararauna) e acompanhar seu desenvolvimento nas cidades – Campo Grande (MS) – onde atualmente residem em grande quantidade. Também, outras espécies são contempladas pelo estudo.

Mas com isso, trouxemos a visibilidade para esta espécie e hoje, ela é um símbolo da cidade, graças a diversas ações educacionais. 

 

Equipe Projeto Aves Urbanas em divulgação TV Alemã / Foto: Instituto Arara Azul

 

Em Campo Grande, a base de pesquisa é na própria sede do Instituto, onde também acontecem as atividades de educação com crianças e adultos, nela são apresentadas diversas atividades e  palestras, como as realizadas para o turista que vem especialmente para  acompanhar o projeto.

No turismo, antes da atividade de campo com a equipe, conversamos sobre o projeto, contando como realizamos o monitoramento dos ninhos e dos filhotes, como é feito o resgate e os estudos sobre essas aves, mostrando como e o porquê elas foram parar nas cidades e qual sua importância na natureza. 

Após essa apresentação, começamos nossa atividade de monitoramento dos ninhos pela cidade, assim, as pessoas conseguem compreender e ver como essas aves nidificam e como é realizado o monitoramento dos filhotes. Percebemos que há uma grande sensibilização da maioria dos visitantes, que se sentem motivados a conservar as araras e o ambiente como um todo. 

 

Palestra em um colégio em Campo Grande (MS) / Foto: Instituto Arara Azul

 

Como no Projeto Arara Azul, também realizamos palestras em escolas e nas comunidades urbanas.

 

Fêmea dentro do ninho em Campo Grande / Foto: Instituto Arara Azul

 

A partir disso, as pessoas se tornam, simbolicamente, agentes defensores da natureza e da proteção da biodiversidade, pois após a compreensão dessa necessidade, muitos começam a repensar nosso modo de vida e de que forma estamos ameaçando a existência de diversos animais, incluindo a nossa. 

 

Entrevista da Dra. Neiva Guedes – presidente do Instituto – para um canal de televisão / Foto: Instituto Arara Azul

 

É importante citar que também utilizamos dos diferentes veículos de comunicação para aumentar ainda mais a divulgação do projeto e da ciência. Concedemos entrevistas aos mais diversos meios, como rádios, jornais, programas de televisão, vídeos e muitos outros. Também somos muito ativos nas redes sociais: @institutoararaazuloficial, onde compartilhamos os avanços do projeto e da conservação. 

Mas, claro, ainda há muito trabalho pela frente. 

 

Como participar das ações do Projeto Aves Urbanas?

Para agendar atividades e palestras com a gente em escolas e comunidades urbanas em Campo Grande-MS, entre em contato através do email contato@institutoararaazul.org.br ou pelo telefone (67) 3222-1205. 

Caso queira realizar uma visita, nossa sede fica localizada na Rua Klaus Sthurk, nº 106, Jardim Mansur – Campo Grande, MS. Nosso horário de funcionamento é das 08h até às 12h e das 13h até às 17h.

 

Texto por Giovanna Leite Batistão

Revisado por Juliana Badari